Mal Amada

April 5, 2019

      Olá turminha boa de leitura, hoje trago uma leitura muito leve e divertida. Esse é o quinto livro solo da autora Kate Willians que já participou de várias antologias. Ela consegue caminhar com muita perfeição entre contos de amor e assombrosos, fantasias, distopias, e agora nos presenteia com um estilo bem gostoso uma comédia romântica. Já nas primeiras páginas o riso é solto, então saibam que Maria Eduarda Alves, ou melhor, Madu uma blogueira longe de ser popular fará o leitor se deliciar com suas trapalhadas e junto estarão seus amigos inseparáveis Giovanna e Guinho e a partir de uma tarde louca Madu descobrirá que o amor pode vir tão depressa como um motor de um carro bem turbinado e que a fama não é apenas glamour e para lidar com a opinião popular é difícil e por vezes cruel.

 

Sinopse:

Quer cativar a atenção do telespectador logo de cara? 
─ Diga a ele que a história é baseada em fatos reais. 
Na matéria de hoje vou contar para vocês a história de amor mais incrível que já ouvi, ou melhor, acompanhei. 
A história que tenho para contar, aconteceu de verdade. 
Esse "conto de fadas" não tem nada de tradicional.
Uma blogueira nada famosa, encontra um grande cantor de música sertaneja... 
─ Pode parar, não foi nada disso que você imaginou! 
Esse lindo encontro se passa no meio da Av. Paulista; um atropelamento, seguido de um vazamento de nudes.
─ Calma, vou explicar direitinho.
─ Mas será que eu deveria ter começado com o famoso “Era uma vez...”?

 

 

      Giovanna Villela, ou simplesmente, Giih é colunista estagiária na revista Tudo Pink e grande amiga de Madu Alves. Giih, sempre indica as novas tendências da moda e da música para Madu tentando assim, deixa-la a par de todas as novidades. Acontece que Madu apesar de ser uma blogueira não consegue acompanhar as novidades do mercado, assim seu blog fica lá, bonito visualmente, mas sem conteúdo bombástico. Após Giih mostrar para Madu a reportagem que ela irá colocar em sua coluna sobre Zé Arthur um jovem cantor sertanejo que é a sensação do momento e que ainda seu rosto é desconhecido da mídia e apenas será revelado no dia do lançamento do seu CD, ela percebe que sua amiga é mais desatualizada do que ela imaginou. Madu nunca ouviu falar do tal cantor e muito menos da tal música que tem um título um tanto clichê “Minha Cinderela”. Após, Madu receber a música de Giih, ela resolve ouvi-la e percebe que a voz dele não a convence, que a letra da música é enfadonha e não acredita que esta música esteja no topo das dez mais.

 

— Nossa, era isso mesmo que a turma estava curtindo?

 

     Mas depois de rever seus conceitos perante esta realidade ela tem uma ideia para poder alavancar seu blog: Fazer um ensaio fotográfico usando a música “Minha Cinderela”. Se era isso que o público gostava, então, ela iria entrar na onda!

Combinou com seu amigo Guinho que sempre fazia as vezes de fotógrafo para suas loucuras, de encontra-lo na Av. Paulista a fim de fazer várias fotos para compor seu croqui e lógico que foi vestida em um estilo de Cinderela moderna.

 

 

      Para aqueles que conhecem a Av. Paulista, sabem que tudo pode acontecer nesse lugar, amizades que se fazem ou são desfeitas, namoros que acontecem ou são rompidos, pessoas que se perdem e se encontram, comemorações próximos as estações do metrô, cantores e dançarinos que se apresentam no meio do turbilhão de pessoas, lançamento de livros, poses para fotos e até acidentes!

      Após vários cliques Guinho pede que ela atravesse a rua correndo para simular a estória do faz de conta... acontece que um carro não respeitando o sinal vermelho a atropela e a partir deste momento sua vida toma um novo curso, pois o vídeo de seu acidente está viralizando nas redes sociais, e algo de foro íntimo ficou exposto no meio da rua e a pouco conhecida blogueira Madu Alves será motivos de especulações. Ela viverá um conto de fadas e sua vida jamais será a mesma, pois na atualidade os príncipes usam outro tipo de transporte...

     Madu não estava em busca de um amor, ela apenas queria se firmar e ter notoriedade em seu blog, mas quando surge Zé Arthur... de início é ódio à primeira vista, de tantos encontros e desencontros atrapalhados e desastrosos o tempo se encarregará de aproxima-los, mas, não será fácil e nem indolor!

 

Comentando...

     Essa é uma estória deliciosa contada em primeira pessoa com personagens bem construídos, tanto os principais como os secundários. Kate tem uma escrita leve e de fácil compreensão o desenho e o cenário da estória é muito alegre, leve, descontraído e foi muito bem elaborado e desenvolvido, impossível parar de ler.

     Passei horas agradáveis com as trapalhadas da Madu e o romance conturbado dela com o Zé Arthur que tinha boas dosagens de humor e bem atual. Gostei bastante da personalidade da protagonista e de seus amigos que estavam presentes em todas as situações, boas ou não.

    A capa do livro é bem legal e tem tudo a ver com o tema abordado com uma diagramação limpa e bem harmoniosa. Parabéns, Kate por essa estória tão contagiante

Também, parabenizo a Editora Coerência pelo trabalho que apresenta aos leitores.

 

Recomendo!

 

 

 

Vamos apoiar a literatura brasileira!

 

É isso, beijos e tchau!

 

Informações técnicas

 

Mal amada

Autora: Kate Willians

Editora: Coerência

Págs:229

Ano: 2018 – 1ª edição

ISBN: 978-85-5327-054-5

Capa: Décio Gomes

Diagramação: Fabiana Mattos Burili

Revisão: Célia Vasconcelos

Gênero: Literatura Brasileira / Comédia Romântica 

Fonte: Boa, com espaçamentos adequados.

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Horror na Colina de Darrington

November 5, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

August 27, 2019

July 24, 2019