Bolhas de Sabão

January 29, 2019

        Olá turminha boa de leitura, vamos de resenha e o livro da vez tem um título bem peculiar “Bolhas de Sabão”, antes mesmo de abrir o livro tentei imaginar por quais terras teria que me deslocar, pois é assim que me sinto, entro na estória para poder sentir e viver os personagens e passei um bom tempo olhando para a capa esperando o que ele me revelaria e pude perceber que seria convidada a presenciar dramas juvenis com muita verdade, repleto de questionamentos, posicionamentos, traumas, medos, preconceitos e cumplicidades!

 

Conheçam a sinopse pois esse enredo é dolorosamente lindo.

 

Enquanto muitos vivem num mundo de aparências, quem é você de verdade? 

 

    Antônio é um adolescente que vive entre os estudos, o trabalho e seu quarto. 

  Jennifer, mais conhecida como Janie, usa seu alter ego para fugir do status de menininha boba que um dia chegou a ser.

  Um pequeno pacote os uniu. Agora, Janie leva seu novo amigo, Tony-nerd, para conhecer um mundo ao qual ele nunca viu, despertando não só sua curiosidade, mas sentimentos aos quais Tony não conhecia.

   Nasce uma amizade improvável, onde Janie acaba descobrindo todo um universo que jamais imaginou conhecer.

   Mas... um segredo impede que fiquem juntos.

  Quanto tempo mais poderiam suportar tudo aquilo? Aquele mundo tão frágil como bolhas de sabão?

       

 

 

      A vida é assim, como uma linda e frágil bolha de sabão contendo uma beleza repentina, pois assim quando se forma, também pode ser destruída apenas com um breve movimento. Tudo é muito rápido, urgente, sem tempo, pois assim como está pode desaparecer em fração de segundos. A bolha de sabão apresenta o que está a volta, pois ela não é capaz de esconder aquilo que os olhos alcançam e assim são as pessoas e seus sentimentos. Se prestarmos bastante atenção aquele que tenta camuflar seus sentimentos sempre solta um aviso que nós por falta de interesse não conseguimos decifrar e somos pegos de surpresa por nossa incapacidade de um olhar mais atento e com carinho. Quem sabe temos que prestar atenção e vermos como é sublime o momento, mesmo que tenhamos que viver tristes experiências que poderá nos fortalecer com seus ensinamentos, e devemos sempre ter a certeza de que a existência não pode ser armazenada, temos que vive-la intensamente, absorve-la e aprecia-la na medida de sua existência fugaz.

 

         Nesse drama juvenil podemos acompanhar a trajetória de Jennifer, que ainda menina sofria bullying na escola por sua aparência, filha de pais separados e que tinha a mãe como sua companhia. Na adolescência cansada de ser a bonequinha do papai e pela incompreensão e falta de carinho de sua  mãe resolveu se rebelar e adotou o apelido de Janie e transformou-se em uma jovem rebelde, infeliz que desprezava a vida e acreditava que ela fazia mal para quem aproximasse dela. Talvez não fosse exatamente desprezo pela vida e sim, medo e falta de compreensão. Ela jamais imaginou firmar amizade com aquele jovem, chamado Antonio, mas a vida é imprevisivel e por um capricho do destino eles seriam mais que grandes amigos, eles se precisariam e aprenderiam juntos.

 

 

 

           A partir da amizade com Janie, Antonio passou a ser conhecido como Tony-Nerd, o amigo de Janie.

 

         Ele o garoto exemplar, o primeiro aluno da sala, que nutria por ela um amor desde a infância.

       Ela a confusão personificada, que nunca notou a existência dele, uma garota que podia ser várias Janies com humores e formas diferentes.

         Jovens com desejos opostos, mas que seriam imprescindível um na vida do outro.

 

         Tony seria a mão salvadora para Janie, mas, será que ela ainda teria tempo?

 

Comentando...

 

     Uma história contada em terceira pessoa, bem elaborada, estruturada, com personagens bem construídos e emocionante. O autor consegue com esse drama tocar fundo na alma. Conheci o autor em minhas andanças literárias e ler esse livro foi uma maravilhosa surpresa. A delicadeza e propriedade de temas que são abordados nesse enredo é dilacerante. Ele fala da realidade de muitos jovens que por falta de quem os de uma direção podem se afundar no mar de prazeres efêmeros e não conseguirem mais subir. Que a falta de amor é dolorosa e por vezes se procuram formas perigosas para fugir da realidade. Fui surpreendida pelo desenrolar da história, pois acreditei que seria um romance delicado e pueril e acabei me deparando com um drama forte e impregnante. Acredito que conheço algumas Janies e Tonys e isso me deixou apreensiva e atenta.

         Parabéns, Tiago por essa história tão caprichosa. Quero ressaltar o seu cuidado na escrita e na apresentação do enredo.

 

“Como uma bolha de sabão

Tudo pode se acabar

Em questão de segundos”

       

 

 

 

Bolhas de Sabão

Thiago Assoni

Tribo das Letras

Pags.193

Ano: 2016 – 1º edição

ISBN: 978-85-5600-166-5

Revisão: Angie Stanley

Diagramação: Gisele G. Garcia

Capa: Décio Gomes

Gênero: Literatura Brasileira / Romance juvenil

Fonte: Boa, com espaçamentos adequados.

 

 

Recomendo.

 

DIGA, SIM PARA A LITERATURA BRASILEIRA!

 

É isso, beijos e tchau!

 

 

 


 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Horror na Colina de Darrington

November 5, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

August 27, 2019

July 24, 2019