Desafiada a Viver

January 22, 2019

       Olá turminha boa de leitura, esse é seu segundo romance da autora Gisele, que vem mudando seu estilo de escrita gradualmente e esse enredo é tão bom quanto o anterior.

Gisele G. Garcia, nasceu em São Paulo, capital, em agosto de 1988. Atua na área de editoração eletrônica e é bacharelanda do curso de Direito. Escreveu a série “Sangue & Desejo” (ficção/vampiros), os “Quatro Naipes” (aventura e fantasia), participou em várias antologias e seu penúltimo livro foi Lobos – Falsos Cordeiros (seu primeiro romance).

 

      Essa é uma daquelas histórias que nos convidam a grandes reflexões sobre como encaramos e conduzimos nossa trajetória de vida frente a possíveis mudanças e limitações. Um enredo carregado de motivação totalmente inspirador que apresenta a condição de uma pessoa com deficiência que terá que se reinventar para reconstruir sua vida.

SINOPSE:

 

O que você faria se toda a sua vida mudasse num simples segundo?

O que você faria se todos os seus planos fossem interrompidos?

Quando nada mais fizer sentido para Camila, e a última canção se tornar apenas uma lembrança, duas vidas irão se entrelaçar para mostrar a verdadeira alma do balé e a mais sublime forma de amor.

O que você faria para mudar seu destino e retomar sua vida?

Camila foi desafiada a viver...

 

Desafie-se também!

    Conheçam a trajetória de vida da jovem Camila que tinha planos e sonhos para o futuro e viu em frações de segundos tudo mudar, pois após um acidente ela perderá parte de seus movimentos e inconformada em ficar paraplégica, aprenderá com a dor a ver as cores radiantes que sempre estiveram ao alcance de seus olhos e que sempre haverá momento para ter coragem e lutar, basta encarar o desafio!

 

 

       Camila desde a mais tenra infância tinha gestos graciosos e adorava dançar, assim ao completar 7 anos sua mãe a apresentou ao ballet e desse lugar mágico ela nunca mais saiu. Ela era o orgulho de seus pais, Lídia Lira Spozatto professora de música e Diego Spozatto produtor musical. Devido aos demasiados elogios em suas atuações Camila sentia-se uma grande estrela, tornando-se uma jovem solitária, prepotente, egoísta e acreditava que o universo girava em torno dela por isso costumava impiedosamente julgar e analisar as outras companheiras de dança destratando e subjugando a todas até mesmo suas professoras. Ela tinha olhos apenas para seus interesses, portanto, enxergava as coisas, e não as via como deveria ser, ela era cega para as outras belezas da vida. Uma palavra que nunca entrava em seu dicionário pessoal era humildade!

 

      A jovem vivia para a dança e estar em sua sapatilha de ponta era a única razão, não conseguia imaginar sua vida fora do tablado, sem as nuances da música e seus gestos exatos e precisos do ballet.

 

     Agora aos 18 terá uma grande chance em sua carreira e era para isso que ela estava se preparando arduamente, participaria de uma audição para disputar uma vaga para fazer parte de um conceituado corpo de ballet nos Estados Unidos.

     O grande dia havia chegado, e faltava apenas algumas horas para sua audição e ela já estava se dirigindo para o teatro quando ao aguardar o semáforo fechar para os carros e sua distração o pior aconteceu...ela foi atropelada. O que Camila não imaginava que um novo capítulo de sua vida terá que ser escrito e somente ela será capaz de escreve-lo, pois esse descuido mudará drasticamente sua vida. Ela terá que aos poucos entender sua nova realidade e com o apoio da família e de pessoas especiais que se apresentarão, principalmente de uma garotinha chamada Nina que ainda pequena perdeu a visão e que sempre foi muito próxima de Camila e devido sua arrogância e pelo excesso de vaidade e orgulho não prestou atenção, será através dessa amizade improvável que ela aprenderá a romper barreiras consideradas intransponíveis para as pessoas na sua condição.

 

     Despir-se de seus próprios preconceitos e aceitar que pessoas e lugares inesperados podem aparecer de onde menos se imagina serão um dos seus maiores aprendizados.

 

    Camila terá que aprender que pode existir vida estando do outro lado do palco e que certas limitações podem desenvolver outras habilidades.

 

Camila será os olhos de Nina

Nina será as pernas de Camila, juntas,

conquistarão aquilo que parecia impossível.

A dança nunca abandona aqueles que acreditam em sua força!

 

Comentando...

 

     Um enredo comovente, narrado em terceira pessoa que trata da superação e da coragem mostrando que pessoas com limitações físicas conseguem ultrapassar as barreiras impostas quando se veem nessa nova condição e que basta se arriscar e ter a certeza de que ninguém está aprisionado no próprio corpo e que a paralisia interna não pode vencer a pessoa com ou sem restrições motoras independente de qual seja.   

    Acredito que a vaidade e presunção da protagonista eram suas grandes marcas. Camila já tinha sérios problemas de convivência com as pessoas a sua volta e a vaidade e o orgulho faziam-na acreditar que ela era o centro do universo e a vida mudou o seu curso para faze-la olhar para o lado e abaixo e entender que existe muito mais além do que ela podia imaginar, pois foi apresentado para Camila um mundo de possibilidades na situação em que ela se encontrava.

     O desenrolar da trama foi maravilhoso. Essa é uma estória que mexe bastante com o modo de encararmos a vida.

 

    Uma estória bem construída. A capa é muito bem feita nos transportando para dentro do enredo, com um ótimo cenário e a diagramação é perfeita, com muita delicadeza, pois em cada início de capítulo era apresentado notas musicais e parte de uma bailarina. Agora, gostei bastante do convite que foi feito na penúltima página incentivando o leitor a anotar seus desafios.

 

Parabéns Gisele pela injeção de ânimo e de amor empregado nesse lindo trabalho.

 

 

Recomendadíssimo

 

DIGA, SIM PARA A LITERATURA BRASILEIRA!

 

É isso, beijos e tchau!

 

Desafiada a Viver

Autora Gisele G. Garcia

Publicação independente

Pag. 208

Ano: 2018 – 1ª edição

ISBN: 978-85-919156-1-3

Capa e Diagramação: Gisele G. Garcia

Revisão: Angie Stanley

Gênero: Literatura Nacional/ Romance

Tamanho da Fonte: Boa com espaçamentos adequados.

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Horror na Colina de Darrington

November 5, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

August 27, 2019

July 24, 2019