[Resenha chegando do livro “Amor Abstrato” de Daya Alves]

December 7, 2018

     Olá turminha boa de leitura, o livro de hoje que adorei e indico é “Amor Abstrato”, da autora Daya Alves, pela Editora Coerência.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

    Esse é um daqueles enredos que impregna a alma nos convidando a mergulhar no grande sentimento que é o amor, mas não apenas isso, encontraremos também no decorrer no livro a superação em situações que acreditamos perdidas. Quando o amor toma a frente somos capazes de contra atacar os males do corpo e da alma. Essa será a trajetória de vida de um jovem e belo casal, diferente em certos pontos, mas parecidos em suas entregas que viviam de emoções não ditas.

 

    Jaqueline, ou melhor, Jaque é uma jovem batalhadora que cresceu nas dependências da casa de Leônidas Carvalho, um grande empreiteiro. Ela e sua mãe Laura, governanta da família, moravam nas dependências dos empregados da Mansão. Os belos momentos da infância de Jaque foi sempre na companhia de seu amigo Leonardo, o Léo, filho do Sr. Leônidas. Ali entre brigas e brincadeiras não existia distinção de cor de pele ou classe social eles dividiam brinquedos, diferenças de opiniões e a vida, eram como irmãos.

   Ela era a filha que Leônidas gostaria de ter e em contra partida seu filho Léo era uma decepção. Antes um menino dócil e alegre, mas, depois do falecimento de forma trágica de sua mãe, transformou-se gradativamente em um menino hostil depois em um adolescente petulante, e agora já adulto também agressivo e inconsequente não querendo nada com responsabilidades. Um perfeito bad boy, por isso Leônidas era todo carinho e cuidados com Jaque. Até o ensino médio ele custeou seus estudos, mas depois ela não permitiu mais e foi batalhar por conta e conquistar sua independência e através de muito esforço e dedicação conseguiu ingressar em uma Universidade Pública. Seu sonho? Formar-se em Fisioterapia e poder pagar de alguma forma tudo que a família Carvalho tinha proporcionado para ela. Mas, o que eles não imaginavam era que os jovens nutriam um amor platônico. Enquanto ela se refugiava nos estudos, ele se deleitava na noite para afogar suas frustrações.

 

   Agora, depois de tanto estudo e dedicação ela conseguiu formar-se em fisioterapia e aquela noite seria a festa mais linda de sua vida, a de sua formatura. E claro, que depois de muita insistência Léo chegou para ser o seu padrinho, pois ele não gostava desses eventos sociais. Agora tudo estava perfeito para ela.

   Acontece que durante a dança dos padrinhos Léo a beijou e após perceber o que tinha feito, a deixou sozinha na pista e saiu do salão de festa se culpando pela sua fraqueza frente a Jaque, pois ela era boa e perfeita para um inconsequente como ele.

 

 

    Os caminhos os separaram, mas o destino caprichosamente incumbirá de uni-los, pois um acidente com consequências graves e traumáticas com Léo, fará com Jaque seja a luz no caminho dele.

 

   Ela era o bálsamo de suas angustias

Ele era a luz que romperia o escuro de sua alma.

 

  Venham se apaixonar pela trajetória dura e cheia de revelações de Jaque e Léo que descobriram que “o medo pode ser o gatilho para se apossar da coragem. Basta seguir em frente dando, um passo de cada vez.”

  E que deve-se prestar atenção, que em momentos ou em certas circunstâncias da vida, pode-se estar ao lado do inimigo que usa a máscara da amizade para levar suas presas para um labirinto difícil de sair.

 

Minha opinião

 

   Um romance dramático narrado em algumas vezes em terceira pessoa e em outras em primeira, com personagens bem construídos, tanto os principais como os secundários.  Nesse enredo, Daya empregou em sua escrita uma grande carga emocional, pautando temas e situações muito fortes como: pedofilia, agressão contra a mulher, traição, síndrome do pânico, depressão, racismo, diferença social e drogas, mas soube também nos levar pelo caminho da justiça, perdão, da superação e da homogenia de almas. O desenho da estória foi bem elaborado e desenvolvido, impossível parar de ler.

       

 

   Parabéns, Daya por essa estória tão forte que me causou sensações agradáveis e ao mesmo tempo tão dolorosas. Amei!

 

   A capa do livro é bonita e tem a ver com o tema abordado com uma diagramação simples e bonita. Gostei muito de no decorrer do livro encontrar estrofes e/ou frases referindo o livro do Pequeno Príncipe. 

 

 

 

Indicadíssimo!

 

 

Amor Abstrato

Autora: Daya Alves

Editora: Coerência

Pág.: 203

Ano: 2017 – 1ª edição

ISBN: 978-85-92572-64-8

Capa: Décio Gomes

Revisão: Isie Fernandes

Diagramação: Bruno Lira

Gênero: Literatura brasileira/ Drama

Fonte: Boa, com espaçamentos adequados.

 

 

Vamos apoiar a literatura Brasileira!

 

É isso, beijos e tchau!

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Horror na Colina de Darrington

November 5, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

August 27, 2019

July 24, 2019

June 26, 2019

Please reload

Arquivo