Arquivos do Mal

June 26, 2018

     Olá turminha boa de leitura,

Para você que é aficionado pelo gênero terror e suspense essa antologia está recheada de muito susto, mistério e perversidade. O melhor de tudo é que eles foram ambientados em certos pontos turísticos do Terror na capital paulista.

 

    Os locais mencionados são bem conhecidos pelos notívagos que rondam esses lugares carregados de lendas urbanas. Os locais mais mencionados pelos autores foram o Cemitério da Consolação, Edifício Joelma, Theatro Municipal e o Carandiru. São 25 contos com sabor de sangue e medo que contem em seu final uma Playlist que serviu de inspiração para os 25 autores participantes.  As organizadoras dessa antologia foram as autoras Glau Kemp e Soraya Abuchaim que também tem 1 conto cada uma (prestem atenção nisso). O prefaciador da obra é o Marcus Barcelos, autor do livro Horror na Colina Darrington.

     O medo é um sentimento fascinante e muitas vezes ele está tão perto que quase consigo toca-lo e vê-lo ali na espreita só aguardando o momento exato para ele sentar ao meu lado e me fazer companhia. Acredito que durante a leitura deste livro ele estava deitado em meu colo.

 

       Quantos mistérios pairam sobre uma cidade?

Sussurros ao cair da noite, janelas e portas rangendo, estalar de lâmpadas, assassinatos bizarros ou seria o demônio apoderando-se das almas? Quantas vezes ficamos curiosos ao ouvir certas revelações, não é mesmo?

 

    Esta antologia chegou para convidar-nos a passear pela cidade de São Paulo e descobrir sobre os fantasmas que habitam em certos locais e que povoam o imaginário da população e que também contribuiu para que a criatividade e o comprometimento dos 25 autores relacionados nesse livro pudessem se inspirar.

 

       Venham, cheguem mais perto e apreciem as minhas impressões sobre cada conto dessa saborosa antologia. Fique à vontade e surpreenda-se com o medo alheio.

 

        Gostaria de falar mais de cada conto, mas em se tratando de contos temos que ser breve para não soltar algo que não deveria ser dito.

Agora, venham comigo...

 

 

1) Ele está entre Nós,

    por Glau Kemp

 

Eleonor é chefe de investigação do Instituto de Pesquisas de Atividades Paranormais, este é um centro que recebe arquivos esquecidos e não solucionados pela polícia, só que agora ao invés de tentar solucionar problemas alheios terá que correr contra o tempo para deter o Mal que habita sua casa, senão estará tudo acabado para aquele que ela tanto ama. Descobrir uma fraqueza do demônio é tudo que ela precisa. Sua casa não é mais um lugar de prazer e aconchego e sim um pedaço do inferno na terra. Ele a observa e conduz cada movimento feito e entrar naquele quarto é uma tortura.

Será que a experiente Doutora irá descobrir a origem do Mal e conseguir a salvação? Mas, o tempo é curto e cada minuto é determinante para sua derrota. As garras do demônio estão afiadas... (Fiquei sem fôlego, aplausos).

 

2) Espreitados pelo Mal,

    por Evelyn Santana

 

Tem que se tomar cuidado com o que faz, pois o passado não esquece, apenas adormece e depois acorda para cobrar. Este era o cuidado que Bárbara e Michel, namorados e investigadores da divisão de homicídios não tiveram. O Mal observa e aguarda o momento de se revelar. A vingança pode vir de várias maneiras e ser cometido por qualquer ser vivo, mas, talvez os mortos também possam retornar e clamar por justiça! (Ri de nervoso desse conto, sinistro)

 

3) O Homem de Cócoras,

    por Marcelo Milici

 

Depois de alguns anos sem ver Aline, David iria reencontra-la. Amigos do tempo do colégio. Ela residia atualmente em Recife e ele continuava na capital paulista. Mas Aline continuava com seu gosto pelo sobrenatural e queria poder conhecer por dentro um dos prédios mais famosos por suas histórias assombrosas. Mas aquela empreitada não iria terminar bem. Ambos terão uma experiência com aquele que povoa suas madrugadas. O Mal tem cheiro e formas e eles não deveriam pagar para ver. (Adorei esse conto)

 

4) Teto de Isopor,

    por Renata Maggessi

 

Tudo o que ela queria era um emprego, mesmo que fosse naquele edifício que povoa as mentes insanas cheias de lendas, o Edifício Joelma, hoje depois de várias reformas e com novo nome “Edifico Praça das Bandeiras”. Mônica não acreditava muito nos relatos sobrenaturais do local, então aceitou o cargo de secretária no escritório de advocacia San & Lopes. A partir de então, ela vivenciará momentos tenebrosos e só depois de um certo tempo que ela saberá que fantasmas existem e podem ser qualquer um até quem menos se espera. (Este conto é medonho)

 

5) Boneco de Pano,

    por Well Almeida

 

O Mal estava ali em meio as costuras daquele boneco. Como tinha sido feito, de onde tinha vindo e quem teria sido seu primeiro dono?

Apenas se sabe que algo do submundo o coordena e através dele vidas serão perseguidas, mudadas e seus destinos selados.

Ele só espera pela próxima vítima, não se aproxime, não toque e nem o leve, pois esse não é um boneco comum, pois uma vida antes calma e normal se transformará em seu último infortúnio.  ( Um dos meus favoritos)

 

6) Treze Almas,

    por A.C. Nunes

 

Mortes misteriosas acontecem em um elevador de um certo Edifício marcado por uma tragédia a mais de 30 anos.

Quem poderia solucionar e qual segredo perturbador está por trás daquelas mortes?

Tudo acontece em um mesmo andar, mortes misteriosas com uma mesma causa. Que força sobrenatural havia ali e o que ela queria? Seria o descanso eterno, será? (Este conto é incrível)

 

7) Prima Donna,

    por C.B. Kaihatsu

 

Uma ópera amaldiçoada será realizada em um dos palcos mais sinistros e misteriosos, o Theatro Municipal de São Paulo. Onde em uma temporada em 1925, uma soprano morreu e sua substituta desapareceu. Não acontece apenas mortes, mas privações de sentidos e sequelas por toda vida. Loucura de uns e ceticismo de outros. Fatos sinistros acontecem a cada vez que tentam colocar a ópera em cartaz.

Qual mistério trágico ocorre com as sopranos e por que?

E em 2017, tentaram apresentar a ópera “Madama Butterfly” e a psicóloga especializada em estudos parapsicológicos, doutora Sofia Beaumont teve a oportunidade de tentar desvendar o mistério que assolava o Theatro Municipal e a ópera, mistério esse que seu pai o pesquisador Jacques Beaumont tentou elucidar, antes dos infortúnios que a vida reservou para ele ao tentar se aproximar dos fatos sobrenaturais que cercavam aquela ópera. (Um dos meus favoritos, aplausos)

 

 

8) Sexo e Vísceras,

    por Bruno Godói

 

Verônica era segurança no Theatro Municipal da capital paulista e naquela noite em que ocorreu a estreia do espetáculo Sexo e Vísceras todos seus traumas e angustias da infância vieram à tona e todos seus demônios represados em sua alma saltaram e a jovem foi colocada em frente com as atrocidades do passado os abusos e descasos por seus familiares adoradores do demônio.

Ela ficará no limiar entre a realidade e a insanidade.

Uma alma doente pode ser marcada pela morte? (Estupendo)

 

 

9) Almas Perdidas,

    por José David

 

Ao encontrar o diário da grande atriz Ieda Sabatella, Eva e Alfred poderão explorar a vida da atriz que teve sua vida ceifada na sua última apresentação ao público encenando “O Chamado da Morte”.

 

Em 1997 as cortinas do Theatro Municipal desceu para nunca mais subir para a grande estrela Ieda Sabatella, que foi vítima de um assassinato em plena atuação. Parecia uma coincidência ou uma brincadeira macabra do destino, mas ao representar O Chamado da Morte a atriz deu seu último suspiro.

 

Quem seria o culpado? Teria sua filha amante de bruxaria suspeita pelo crime e forças demoníacas estariam por traz de tudo?

 

O arrependimento pode chegar tarde demais e sua sentença poderá se adentrar as portas do inferno e ficar pela eternidade. Será? (Um conto sensacional)

 

 

10) Em Má Companhia,

      por Gean Pimentel

 

Voltar da faculdade á noite e sozinha é tão chato ainda mais quando tem que se passar na calçada do Cemitério da Consolação, não que ela tivesse medo, mas ela não gostava.

 

Para Daniele aquela poderia ser uma noite qualquer, mas algo chamou sua atenção após um vento frio e cortante que fez arrepiar até seus ossos. A garota avistou em um canto da calçada algo brilhante, mais precisamente uma aliança não pensou duas vezes, pegou-o e levou para casa, mas o que ela não imaginava era que algo aterrorizador estava para acontecer e a partir daquela noite, seus momentos serão atormentados por ele... ela não deveria ter pego! (Olha o medo)

 

 

11) Uma Boneca para Diana,

      por J.A. Pires

 

Tudo não passava de uma brincadeira tola de adolescentes. Acreditar em boneca de vodu era tolice, isso era apenas mais uma lenda dos antigos. Acontece que uma atitude infantil iria mostrar que onde há fumaça deverá acreditar que tenha fogo, pois Diana e seus amigos terão uma infeliz surpresa. (Adorei este conto)

 

 

12) O estranho caso de possessão de Bárbara Garven,

      por Bruno F. Oliveira

 

Existem vários tipos de possessão, mas o da jovem Bárbara foi um caso à parte.

Tudo começou após um passeio em uma madrugada de Setembro de 2014. Tantos lugares para irem e foram justamente para aquela casa envolta por mistérios centenários, A Casa da Dona Yayá. Acontece que o demônio estava só aguardando na espreita e foi nesse momento que ele a reconheceu, Bárbara Garven, a partir de então ele a acompanhará e transformará a vida de toda sua família e daqueles que a rodeiam. (Conto fabuloso)

 

 

13) Clamor da Loucura,

      por Juliana Daglio

 

Vera era uma estudiosa sobre histórias de terror reais, dessas que marcam os locais criando uma aura assombrosa. Na verdade ela não era temerosa pelos relatos, pois era uma cética, mas o fascínio pelo medo dos outros era um desafio para ela. Acontece que algo diferente estava para acontecer. Ela não era tão curiosa, mas não resistiu ao encontrar em seu quarto de hotel um pen-drive que ao colocar em seu laptop, pode ouvir um áudio que revelava a insanidade da antiga hóspede que tinha ficado naquele quarto e tudo deu início, naquele quarto de número 23 do Hotel Bixiga. Depois que Vera começou a ouvi-lo algo começou a mudar... O terror irá conduzi-la e Vera entenderá que ela era uma peça em um jogo obscuro e temeroso e que sua sanidade estará por um fio, e que tudo estava ligado com aquela casa na qual ela daria uma palestra.

Segure-se, pois o demônio vai passar... (Deu medo)

 

 

14) Por detrás da Fechadura,

      por J.M. Menez

 

 

Mas uma vez aquele mesmo pesadelo e isso começou depois que atendi aquela menina... pensava assim, Talita.

 

Naquela casa abandonada existia uma força maligna e muitas pessoas acreditavam ser mais uma lenda urbana, mas após uma brincadeira naquela casa feita por algumas jovens o Mal adormecido acordou. As garotas iam sumindo misteriosamente, uma a uma.

Seria um louco que atraia as jovens e assim, esse seria mais um caso sem solução ou forças sobrenaturais estavam trabalhando nos cantos daquela casa?

 

Tenha cuidado e não olhe, deixe o que está atrás da porta e não ouse entrar, pois existem segredos que não devem ser profanados. (Me senti no ambiente)

 

 

15) Não leia este Diário,

      por Bruna Brasil

 

Jonas gostaria de avisar ao seu amigo para se afastar daquele diário, não ler para não saber, ou melhor, não sofrer as consequências que supostamente viria no decorrer daquela investigação.

Ele não quer que aconteça com Luciano o mesmo que aconteceu com ele. Acontece que Luciano não sabe disso e essa poderá ser sua última ação.

 

Afaste-se dele, pois os mortos tem seus protetores. (Puro suspense e terror, amei!)

 

 

16) Pequena excursão Noturna,

      por Hedjan C.S

 

Tem que se tomar cuidado. O Mal tem uma voz e uma face às vezes nas mais inocentes feições, deve-se ficar atento e evitar sair em noite alta mesmo que seja nas dependências do prédio em que mora.

José deveria ter ficado em casa! (Um dos meus queridinhos)

 

 

17) Drink Inferno,

      por Giovanna Vaccaro

 

Caio já tinha ouvido falar daquele antigo Palacete Franco de Mello, lendas urbanas foram construídas durante os anos, mas ele não dava importância para todo aquele falatório. Isso era crendice, ou melhor, pura imaginação. Através de um convite feito por seu amigo Bruno para uma festa temática naquele lugar ele irá constatar que nem tudo que falavam eram invencionice.

Antes não tivesse ido, pois naquela noite ele ficaria em frente ao seu pior pesadelo. Quando não se foi um bom menino forças sobrenaturais poderão vir cobrar e enlaçar para o fogo eterno.

 

Ele não deveria ter bebido aquela bebida com gosto estranho, pois o resultado será muito pior do que aquele gosto. Cuidado com as Escolhas! (Sensacional)

 

 

18) Boa Menina,

      por Ana Bittencourt

 

O ceticismo de Carolina faria com que ela tivesse uma horrível surpresa. Ao levar o copo e o alfabeto para baixo daquela ponte a garota imaginou que nada aconteceria, mas ela entraria em contato com a pior experiência de sua vida ao mexer com o repouso dos mortos, pois a cobrança será dolorosa. ( Puramente sombrio, amei)

 

 

19) Rapaz Sorridente,

      por Leila Kato

 

Cristina tinha uma vida muito feliz com sua família, mas após a morte de seus pais ela e seus irmãos foram separados e cada um foi morar com um parente. Depois disso nunca mais teve notícias deles. Cansada dos maus tratos deferidos pela tia, Cristina fugiu para a capital paulista sonhando em ter uma vida melhor e para isso fez de tudo um pouco para sobreviver até que conseguiu um emprego no Edifício Joelma, palco de uma grande tragédia no passado. Acontece que ela não podia imaginar que os boatos que dirigiram para aquele lugar não era invenção. Os mortos passeiam pelos corredores. (fiquei arrepiada, excelente)

 

 

20) Enclausurada do Inferno,

      por Helô Delgado

 

  

Na Casa de Detenção do Complexo Penitenciário do Carandiru ocorreu um grande massacre, portanto suas paredes e o solo ficaram impregnados pela crueldade que foi depositada ali. Depois da terrível carnificina ele foi desativado e três pavilhões foram implodidos e no local foi construído o Parque Estadual da Juventude e foi nesse parque que Amanda resolveu praticar suas atividades físicas, só que ela não imaginava que seria vítima de um ato de atrocidade e seu algoz seria um ser aterrorizador.

Não se esqueçam, o solo estava impregnado pela maldade e ali naquele lugar existia um mundo paralelo com resquícios do antigo Carandiru. A vida de Amanda corria perigo e naquele dia ela conheceria o INFERNO NA TERRA. (Quando vou neste parque lembro desse conto, que medo)

 

 

21) Libertador dos Condenados,

      por Raul Dias

 

Mais um novo detento para aquele local, Hansmilliam, jovem com apenas 20 anos estava sendo preso pela acusação de ter estripado toda sua família e os amigos, em um ritual ocultista apesar dele se denominar inocente, mas o que os policiais viram no local não deixavam dúvidas na sua culpabilidade.   

O que ninguém imaginava era que aquele complexo prisional seria o palco de um mistério horroroso, o mal agiria rápido e preciso e deixaria um rastro de podridão no ar. Várias mortes ocorrerão e os corpos entrarão em estado de decomposição rápido e moscas parasitas dominarão todo o lugar. Seria uma herança maldita que estava prestes a acontecer e o jovem prisioneiro teria algo com isso ou seria apenas uma vítima? (Quero que esse conto vire livro. maravilhoso)

 

 

22) As Almas dos Enforcados,

      por Décio Gomes

 

 

Tudo que queriam era terminar a obra daquela Capela, mas fatos estranhos adiavam sua conclusão. Ao cair da noite sons fantasmagóricos ocorriam afugentando todos que se aproximavam e foi por isso que Padre Almeida pediu ajuda para a Santa Sé. Para tentar desvendar o mistério Padre Jullian foi enviado e a partir de então, almas perturbadas vão se revelar e exigirão apenas uma coisa que lhes foi negado A.... (Muito bem elaborado este conto, queria mais)

 

 

23) A Próxima Boneca,

      por Ieda Menani

 

Edgar era um homem gentil e sedutor. Quem desconfiaria dele?

Tanta gentileza e desprendimento, mas por trás de tanta bondade existe um ser maligno e cruel e sua próxima vítima estava logo do outro lado da rua e em breve ele colocaria em prática sua insanidade. Assim ele entrou na vida de Joana e sua filha Melinda.

Tranquem suas filhas, pois elas podem ser ...a próxima vítima!

(Conto sensacional)

 

 

24) Inquieta Aflição,

      por Raphael Miguel

 

O que estava por trás daquele suicídio coletivo na Capela da Santa Cruz dos Enforcados, estariam todos sob efeito de alguma droga ou estariam sendo induzidos? Seria o demônio que estava na espreita aguardando as almas fracas e doentes se pronunciarem?

Muitas vezes ele só precisa de uma brecha, uma insatisfação ou frustação para conduzir a pessoa por caminhos tortuosos e sem volta.

Ele aguarda e engana, pois assim que cai nas teias do maligno é difícil se safar. Acontece que uma jovem Sensitiva irá tentar desvendar o mistério que assola aquela lugar. Será que conseguirá? (Raphael, sua escrita é impregnante esse conto é digno de um livro com vários desfechos. Aplausos)

 

 

25) O Mal em Nós,

      por Soraya Abuchaim

 

Eleonor agora sabia o que era e até estava gostando da nova situação. O Demônio se diverti ao ver o ser humano a seu bel prazer. Ele utiliza das fraquezas e dissabores da pessoa para se apropriar de suas almas e quando se vê satisfeito utiliza de seus recrutas para espalhar atrocidades. E foi justamente isso que aconteceu naquela que deveria ser uma bela Noite de Natal. (Estou chocada com este conto, que bom que li, parabéns por criar este enredo)   

 

 

 

 

Agora vou falar

 

 

      Estava bem curiosa para poder ler o livro na íntegra, pois tive o prazer de ler alguns contos ainda na fase de seleção e lógico que no lançamento dele eu tive o prazer de estar lá e conhecer vários dos autores participantes e receber o autógrafo em seus respectivos contos. Foi uma tarde memorável!

   Nesta antologia encontramos contos de qualidade e de leitura bem rápida e homogênea. Cada conto é muito bem amarrado, dinâmico, cheio de suspense, sangue, horror e perversidade. Passei momentos bem prazerosos lendo esse livro. Alguns gostei mais que outros, mas são todos muito bons. Adorei a capa e a diagramação está ótima, apresentando a biografia de cada autor no início do conto para ele designado. No geral apresentação está perfeita.   Como uma boa paulistana conheço várias lendas sobre os locais escolhido e apreciei bastante a criatividade que os autores tiveram ao criar a trajetória de cada personagem. Parabenizo a Editora Coerência e as organizadoras, Glau Kemp e Soraya Abuchaim que acreditaram nesses autores e que mais uma vez fizeram um ótimo trabalho!

 

Recomendadíssimo!

 

Arquivos do Mal

Organizadoras: G