[Primeiras impressões livro “Lacrymosa” autora Juliana Daglio]

April 16, 2017

Livro Lacrymosa

Autora: Juliana Daglio

Gênero: Terror

 

Olá turminha boa de leitura, hoje vou apresenta-los as primeiras impressões do livro, “Lacrymosa” da autora Juliana Daglio uma super parceira e já de antemão informo que esse enredo vai atrair os amantes do terror, melhor dizendo do subgênero EXORCISMO com participações continuadas de POSSESSÕES DEMONÍACAS!

Surtei gente, esse é meu gênero preferido, então essa estória promete!

 

A estória vai nos levar para uma jovem de 16 anos, que se vê obrigada a fugir de casa, deixando para trás sua família. Ela se viu impedida de avisar, falar ou esboçar qualquer outra menção que indicasse que partiria. Tudo para que sua família não sofresse as consequências de tê-la por perto, pois ela estava com o mal, ele a espreitava e zombava da sua fragilidade juvenil.

Eles estariam seguros sem a presença dela ou daquilo que estava com ela.  

Agora ela iria encontrar com aquele homem que tinha aconselhado a abandonar sua família. Ele iria ajuda-la a livrar-se daquilo e para isso ela deveria seguir exatamente o que ele mandar.

Ela o encontrou no aeroporto e recebeu das mãos dele os documentos necessários para uma nova vida, ou melhor, outra vida. Ao embarcar naquele avião a jovem foi para outras terras, outro país e nunca mais voltará e só o que restará agora, é saudades de pessoas que não poderiam mais saber dela, de sua existência. Naquele dia a jovem de 16 anos não existiria mais, agora nasceu Valery Green, moradora de Darkville uma pequena ilha situada a dezessete quilômetros de Nova York.

 

 

 

Hoje, 5 anos depois de tudo aquilo Valery é uma detetive policial competente profissionalmente, mas construiu em torno de si uma barreira com que a deixe fria, impiedosa, cortante e solitária.

Devido a certas atitudes que teve que tomar na condução de um caso, ela estava afastada e gastava toda sua energia na academia correndo contra seus medos, socando seus demônios, frustrações e lembranças.

 

Só que aquele dia foi diferente, pois seu parceiro Axel, foi busca-la para ajuda-lo em um caso. Um assassinato com requinte de crueldade animalesca contra Nadine Benson e seu principal suspeito é o próprio marido, George Benson que após o assassinato da esposa havia sequestrado a própria filha Anastacia de sete anos e desaparecido.

 

 

 

 

E foi em uma das propriedades do homem que eles o encontraram, mas existia algo de estranho naquele lugar, o ar, o cheiro, o arrepio na pele e a mudança de temperatura fez com que Valery pressentisse algo que ela conhecia muito bem que a acompanhou pela infância e a juventude. Ele estava ali! E ao se deparar com o pai da menina em lágrimas e frágil e ao olhar para Anastacia o terror tomou conta de Valery. A menina estava...

Valery terá que pedir ajuda para aquele que a ajudou no passado. Só ele poderá ajudar aquela pobre criança, pois aquele que estava dominando a criança era UM DOS GRANDES!

 

 

 

 

 

 

 

 

“Eles pensaram que ele era o mal, mas lembre-se o mal é enganador e pode se apossar dos pequenos e frágeis”.

 

E lembre-se, quanto mais próximo você está de Deus, mais a força do mal te persegue ele te quer.

 

 

 

 

 

 

 

Agora vou dizer:

 

Esses foram os primeiros capítulos que apreciei e posso dizer que fiquei extasiada com a estória. A cada página lida não conseguia imaginar o que viria a seguir. Essa é uma estória macabra e envolvente. Apesar de ter lido apenas 32 páginas fiquei no chão ao final, pois não tinha mais nada para ler e sinceramente apoiei a cabeça na mesa e não acreditei, como assim? E agora o que fazer?Mas, logo agora que estava ficando pavoroso você corta a estória! Que MALDADE!

 

Juliana Daglio que presente maravilhoso esse enredo sombrio com um cenário escuro, frio, doente e impregnado pelo mal. Sua escrita está muito madura e pude perceber o quanto você pesquisou. Estou em choque. Estou curiosa para poder descobrir o passado de Valery e de seu salvador! Será que vou me perder em Roma?

 

 

Só uma observação: Eu e a Valery adoramos cerveja preta e eu vou precisar bem mais do que duas, quando estiver com esse livro em mãos.

 

É isso, beijos e tchau!

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Horror na Colina de Darrington

November 5, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

August 27, 2019

July 24, 2019

June 26, 2019

Please reload

Arquivo