Estarei Aqui

December 13, 2016

Estarei Aqui

Autora: Daya Alves

Editora: Coerência

Pág.: 326

Ano: 2016 – 1ª edição

ISBN: 978-85-92572-21-1

Capa: Décio Gomes

Ilustração: Ricardo Chagas

Diagramação: Bruno Lira

Gênero: Literatura Nacional / Chick lit

Fonte: Boa, com espaçamentos adequados.

 

Olá turminha boa de leitura, sabe aquela leitura saborosa que você começa a rir nas primeiras páginas? Então, é justamente desse tipo de leitura que vou falar para vocês!

Essa é uma comédia romântica com tiradas hilárias, com muitas sacadas maravilhosas e ensinamentos certeiros!

 

Esse é o primeiro livro da autora Daya que desde criança tinha como passatempo preferido a escrita e no auge dos seus 39 anos ela afirma que descobriu nas palavras sua maior alegria e a cura para as tristezas da alma.

 

Agora vamos participar da vida de uma jovem de nome Paloma que tinha um grande desejo, casar!

Desde que ela conheceu Cadu, ela tinha certeza que seria ele... o eleito...seu futuro marido, mas será que o príncipe virou um sapo?

 

Mas vamos primeiro entender melhor a estória de Paloma e suas trapalhadas!

 

Paloma morava com os pais em Piracicaba, mas devido o tratamento de saúde de sua mãe, viajava constantemente para casa de sua tia Selma na capital paulista. Em uma dessas idas para a casa da tia com a mãe, ela conheceu Carlos Eduardo, ou melhor, Cadu!

Após o falecimento de sua mãe, ela ficou morando definitivamente com a tia e aos poucos Paloma e Cadu foram ficando mais juntos até engatarem um namoro e uma das coisas que ela mais ansiava era o dia em que ficaria noiva e casasse com Cadu.

Os anos foram passando até que o pedido de noivado aconteceu e agora depois de 14 anos de noivado, o grande dia iria chegar, eles vão se casar!

Enquanto o grande momento não chegava ela trabalhava exaustivamente como organizadora de casamentos e conseguia através da felicidade de outras noivas realizar seus sonhos de casamento, mas logo ela realizaria o seu!

Paloma sempre estava envolvida em alguma trapalhada e não foi diferente naquele dia... após um acidente doméstico ou melhor um grande engano doméstico e ser atendida por uma equipe do SAMU e entre eles estava ele...um socorrista que fez com que

Paloma pensasse que tinha morrido, pois o que estava a sua frente era uma linda espécie masculina, com olhos verdes e com um sotaque latino encantador... quem seria ele mesmo?

     Acontece que Paloma foi encaminhada para um pronto-socorro e foi ali, naquele lugar que nossa heroína teve a maior decepção de sua vida. Ao caminhar pelos corredores do Pronto-socorro ela avistou seu noivo e ao entender o que estava acontecendo, viu seu lindo sonho escorrer pelo ralo e naquele momento entendeu que seus sonhos, seus planos e anseios foram completamente destruídos!

 

        Paloma passava os dias trancada em seu quarto e tinha como companhia a tristeza e as lágrimas e foi em um dia desses que sua tia Selma lhe deu um ultimato e sua melhor amiga Mel a fez se levantar e sair daquele buraco em que ela se encontrava.

       

      E daquele momento em diante Paloma decidiu trancar seu coração e não permitiria que ninguém á magoasse novamente. Os dias foram passando lentos e duros, ela não tinha interesse e nem animo para nada, até que ela teve uma ideia!

      Já que não teve um casamento, realizaria uma festa para enterrar de vez as lembranças com Cadu e aquele seria o marco em sua vida nova, ou melhor, uma vida sem Cadu, mas o que ela não podia imaginar que a partir daquela festa sua vida tomaria outro rumo. Foi depois de um rodopio desengonçado que aquelas mãos a seguraram...forte e precisa...não era possível...ele...com aqueles olhos verdes e com aquele sotaque...como era mesmo o seu nome...Enrico o médico socorrista do SAMU!

      E a partir daquela noite uma enxurrada de emoções e loucuras invadirá sua vida!

       

    Quando Paloma pensou que nada mais aconteceria eis que surge um Venezuelano que bagunçará sua existência atrapalhada!

     E Enrico, ou melhor, Rico conseguirá abrir a porta do coração de Paloma e levar um sopro de esperança para um coração partido?

       E o que será aquela nuvem de tristeza naqueles lindos olhos verdes?

 

       

   Essa é uma estória deliciosa contada em primeira pessoa com personagens bem construídos, tanto os principais como os secundários. Daya tem uma escrita leve e de fácil compreensão o desenho da estória foi bem elaborado e desenvolvido, impossível parar de ler.

     Esse enredo nos fala sobre a mentira, a covardia, o engano, a desilusão, a insegurança, o rancor, o abandono e a baixa estima, mas ao mesmo tempo nos aponta para o companheirismo, a lealdade, fazer o bem sem olhar a quem, a esperança nas pequenas coisas, o amor despretensioso e delicado e a libertação das amarras invisíveis.

 

        Daya Alves essa estória nos convida a certas reflexões:

 

     Muitas vezes em certas relações uma pessoa se anula só para agradar o outro e esquece que ela é a pessoa mais importante na relação.

     E que quando se tira o véu dos olhos é nesse momento que se consegue enxergar o que está bem na frente, a felicidade, basta não ter medo de arriscar!

 

Parabéns, Daya por essa estória tão delicada que invadiu meu coração. Estarei Aqui, é envolvente com ensinamentos primorosos, impossível parar de ler!

 

      A capa do livro é bonita e tem haver com o tema abordado com uma boa diagramação e com ilustrações belíssimas, principalmente a do final da estória. Parabenizo a Editora Coerência pelo trabalho que apresenta aos leitores.

 

AGORA, que final maravilhoso e surpreendente... amei!!!

 

Indicadíssimo!

Vamos apoiar a literatura nacional!

 

É isso, beijos e tchau!

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Horror na Colina de Darrington

November 5, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

August 27, 2019

July 24, 2019

June 26, 2019

Please reload

Arquivo