A Ladra de Corpos – Livro II Angie Stanley

March 10, 2016

 

A Ladra de Corpos

Autora Angie Stanley

Editora Independente

Pag.585

Ano: 2013

ISBN: 978-85-913608-1-9

Capa: Itamar Cardoso

Contracapa: Sandro Ney M. Rodrigues

Gênero: Literatura Brasileira / Comédia Romântica

Fonte: Boa, com espaçamentos adequados.

 

       Olá turminha boa de leitura, mais uma vez estou resenhando o livro da minha Diva das letras, Angie Stanley. Esse é o II livro da quadrilogia teen ( anteriormente falei que era trilogia, mas não é) e como disse na resenha de Uma Segunda Chance, todos os livros tem um final. Esse é um daqueles livros que você começa a rir antes mesmo de mergulhar na estória, pois logo no inicio tem uma lista com nome de filmes que foram colocados no linguajar nordestino e um de profissões no linguajar japonês, eu parecia um louca de tanto rir, claro que o que está escrito em momento nenhum é caricato ou tenta desmerecer o povo nordestino ou o povo japonês, pelo contrario é uma homenagem para eles que são tão calorosos e fraternos; encontraremos no decorrer desse romance o núcleo dos dois.

 

      O que você faria se pudesse trocar de corpo com outra pessoa só por um instante para concretizar um sonho? Deve ser uma loucura, não é mesmo? Então prepare-se, pois as amigas Bete e Marina embarcaram nessa loucura e as consequências foram inimagináveis.

 

 

    Bete e Marina conheceram-se em um orfanato, e desde então tornaram-se amigas inseparáveis, pois Marina tinha também uma irmã de nome Mariana que tinha Síndrome de Down e ambas eram atormentadas pelas outra

internas e Bete as defendiam de todos, tanto carinho e cumplicidade ás acompanharam desde então. Acontece que todos no orfanato tinham medo de Bete porque ela tinha certos poderes que intimidavam á todos. Na verdade ela era uma feiticeira e costumava fazer certos experimentos. Elas cresceram e cada uma tomou um rumo em suas vidas, mas a amizade continuou firme e forte!

 

    Tanto Mariana quanto Bete eram fãs de um grande astro do rock Jared Lettus e ele estaria em turnê no Brasil, mais precisamente em São Paulo, acontece que elas adorariam poder vê-lo, mas a falta de grana as impedia. Faltando alguns dias para a chegada do astro e sua banda, aconteceu um sorteio que seriam, premiadas algumas fãs para assistir o show na área vip e de quebra conhecer o camarim e tudo mais desse grande astro. Foi então que Bete teve uma grande ideia!

 

     Ao sair o resultado das ganhadoras, Bete viu uma luz no fim do túnel e propôs para Marina tomarem o corpo de duas vencedoras, pois fariam de tudo para poderem ficar frente-a-frente com o ídolo.

     Tudo parecia perfeito, Bete era uma feiticeira que conhecia as artimanhas para realizar o seu intento e Marina tinha uma vida, longe de ser ideal e invejável, então ela decidiu aceitar aquela loucura que sua amiga propunha apossar de um corpo que não era o seu para viver por algumas horas momentos prazerosos e inesquecíveis.

   Então, no dia marcado, na hora exata tudo foi feito e elas conseguiram entrar no corpo das garotas. Acontece que agora elas estariam com nomes e  aparências completamente diferentes e além do mais não estariam juntas, porque as garotas sorteadas não se conheciam e viriam de lugares diferentes. Foram momentos inesquecíveis, pois Marina estava perto de seu ídolo o irresistível Jared Lettus e Bete com o baterista da banda de quem tanto era fã. A noite foi cheia de tietagem e muita euforia até que certo momento Bete sumiu com o baterista, mas porque se importar se elas só teriam aquela noite para se divertir, pois no outro dia tudo voltaria ao normal, cada uma em seu verdadeiro corpo.  Será? Só que no dia seguinte Marina percebeu que algo estava errado e que ela continuava com o mesmo corpo e em uma casa que não era a dela e o pior de tudo era que ela estava vendo o espectro da menina que ela tinha roubado o corpo. Stefany, esse era o nome dessa mestiça metida a besta que estava gritando no ouvido de Marina que queria o seu corpo de volta. Algo deu errado, porque ela não voltou para o seu corpo? E Bete, será que sabia o que estava acontecendo? Ou melhor, onde estava Bete?

 

   Agora, Mariana não sabia o que fazer, estava em uma casa luxuosa  completamente estranha, com pais, isso mesmo, ela tinha um pai e uma mãe ou melhor Stefany tinha, essa garota intragável, mimada e completamente preconceituosa tinha uma vida maravilhosa! A partir de então Marina iria conhecer uma vida que não era sua, pessoas que ela não conhecia, amigos falsos e traiçoeiros e outros que deixaram de ser amigos por Stefany ter um jeito arrogante e presunçoso e entre eles estava Brendon, aquele por quem Marina iria balançar e fazer com que seus dias fossem diferentes, mas tinha a dona do corpo Stefany que odiava Brendon...

 

 

  Venha se deliciar em um romance para lá de hilário e descontraído que nos fará refletir: Será que vale tudo para realizar um desejo? Até que ponto você conhece o seu amigo? Ele seria seu amigo, mesmo? Quando você está em frente ao espelho, você consegue se ver como você realmente é ou você vê aquilo que quer ver? 

Essas são uma das grandes indagações desse romance, escrito na terceira pessoa com uma escrita fluente, limpa e com um cenário magnífico, personagens bem construídos e direcionados, tanto os principais como os secundários, me envolveram o tempo todo sem querer largar a leitura um momento se quer. Essa estória nos leva a ter sensações de amor e de raiva ao mesmo tempo, onde o amor, a inveja, a traição, a desconfiança se entrelaçam  na plenitude de sentimentos borbulhantes.   

 

Renda-se  e surpreender-se com mais uma grande comédia romântica de Angie Stanley e saiba, o final é surpreendente!

 

 

Fique atento!

 

Muitas vezes, erramos ao tentar acertar.

Deveríamos ser punidos, por quem?

Pelos outros ou por nós mesmos?

 

Recomendadíssimo é isso, beijos e tchau!

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Horror na Colina de Darrington

November 5, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

August 27, 2019

July 24, 2019

June 26, 2019

Please reload

Arquivo