• Cláudia Eu Leio Sim e Daí

Orgulho da Nação #SQN


Olá turminha boa de leitura, hoje trago uma leitura eletrizante. Um incrível romance/drama brasileiro de uma publicação independente envolto a uma grande investigação policial, que terá como pano de fundo “Brasilia”, em uma perseguição politica com personagens do congresso nacional. Seremos convidados a conhecer a intimidade de 2 irmãs, Anna Camila uma delegada da Policia Federal, linha dura que vive entre o castigo e a culpa, tentando a todo custo limpar o congresso nacional de certos políticos corruptos, e Alexandra uma massoterapeuta, sua irmã gêmea, romântica e sensível. Gêmeas que são controversas em suas buscas e na atualidade a aparência ficou um tanto diferente, que carregavam prioridades diversas...Só Que Não! Nesse livro a autora Angie Stanley mudou um pouco sua escrita, mas continua com o bom humor de sempre. “Adorei o seu novo, eu, Angie”, com uma pegada mais sombria quando se trata dos sentimentos e condução dos personagens.


Nesse livro teremos romance, pois a vida sempre segue mais leve quando se tem algo além do que podemos imaginar, sentir e vivenciar, pois um aconchego sempre será bom e aquecedor. Acontece que o que mais chama a atenção é a busca desenfreada de Anna por justiça e moral! Até que ponto somos mesmo, donas da verdade e das boas práticas éticas que deveriam ser exercidas? Essa é a pergunta que eu, como leitora, fiz no decorrer da leitura.


Alexandra, ou Alex, assim era conhecida uma youtuber que vivia nesse mundo louco navegando em suas redes sociais, mais o que mais adorava era twittar e provocar o seu guitarrista preferido, Nick, cobrando o lançamento do novo álbum da banda. Depois de muitas mensagens, ela no Brasil e ele em Nova Iorque, uma junção se estabeleceu de amizade e romance virtual. Do outro lado Anna Camila uma viúva, mãe de um casal que tenta a todo custo provar as mazelas que corre solto na base governamental do nosso País. Ela se cobra de mais e esquece, ou melhor, deixa de lado a docilidade da maternidade, mas cobra muito pela segurança da família. Ela ama os filhos e sua irmã, mas a dureza dos dias a transformou. Sua vida social, na verdade, distração e lazer é algo que não consta em seu dicionário.

Para ela o fundo da cova não é rasa, por vezes as dores e incertezas da vida profissional sobrepõe o olhar que deveria ter para as outras pessoas que a cercam. Ela lutava contra seus próprios fantasmas e precisava a todo custo revisitar sua alma e analisar o que estava perdendo e o que colocar na balança. Tudo muda quando o vocalista da banda que sua irmã curti, Tayson, se encanta pela beleza e seu porte firme e enigmático de mulher justiceira. Haveria um romance para quebrar o gelo dessa delegada ou o “dever” profissional sobrepujará qualquer sentimento apaziguador?

A partir desse momento a verdade será colocada a sua frente e seu instinto de justiça, ou uma vingança pessoal, tomará a frente. Vidas estão correndo perigo eminente de morte, onde o jogo de poder e a podridão politica será o fio condutor que desencadeará para a delegada “Orgulho da Nação” sua vitória ou derrocada!

Comentando

Valeu, a espera por essa obra cheia de requinte e precisão! Esse é o oitavo livro solo da autora Angie Stanley que já participou de várias antologias. Angie, consegue envolver o leitor em seus enredos incríveis. Ela passeia maravilhosamente entre o romance, a fantasia, o suspense e a ficção para adultos todos carregados com muito humor. Todos os seus enredos são cheios de pontos reflexivos e verdadeiros, nos convidando sempre as reflexões do dia a dia, e nesse livro não foi diferente, um enredo mais denso do que os anteriores. Através dessa escrita consegui ver o outro lado da autora que gostei muito. Angie, sempre me surpreendendo com suas histórias! Orgulho da Nação é diferente de seus outros enredos e nos mostra o quanto podemos errar tentando ser assertiva. Fiquei de frente a um grande emaranhado onde o certo e errado pode nos confundir e podemos analisar várias questões com pontos de vista diferentes. De um lado conheceremos Alexandra uma jovem de bem com a vida que não liga para os padrões bobos da sociedade, as vezes caía e outras ressurgi fascinante, com um belo sorriso de canto de boca (padrões estéticos já não a incomodava tanto), romântica, sensível, e certa do que quer. Já Anna Camila, essa delegada carrega muito dissabor com uma culpa emocional muito grande e que estava deixando passar o melhor momento com seus filhos e sua irmã, permitindo que a tensão e o peso de seu cargo não a deixasse ter uma vida mais leve.


Existem muitos acontecimentos empolgantes no decorrer do livro, mas tenho que admitir que Anna Camila é a melhor e mais humana personagem que já li de Angie. Ela acerta, erra, acredita em seus julgamentos, tenta se perdoar, ou não, busca a aceitação de seus atos falhos, tenta a todo custo provar que a forma como age com a família é amor e esquece que muitas vezes temos que transmitir amor no olhar, no toque e no sorriso. O corpo tem que transmitir e as vezes só a ação não é notado e entendido como tal, mas sim, como uma ordem de seu bel prazer. Como chefe ela age também austera, severa, com palavras duras e ferinas e esquece que somos movidos por sentimentos e reciprocidade.

Um enredo narrado em terceira pessoa, contagiante, emocionante e frenético. A edição do livro está linda com algumas imagens e ilustrações. No início de cada capítulo é apresentado a “Balança”, o símbolo místico da justiça, toda a composição da obra está muito rica e delicada. E para leitura ficar mais emocionante acompanha o livro um CD magnífico contendo 33 canções, uma trilha sonora perfeita que inspirou a autora no decorrer da construção do livro (Bon Jovi, David Bowie, Rita Lee, Incubus, Robbie Williams e outros) é de suspirar!

Foi um prazer poder ler essa estória tão bem construída que traz uma carga emocional muito grande, esse é daqueles enredos que nos obriga a pensar em nossas vidas e refletir: Quantas vezes temos que entrar em um mundo desconhecido e paralelo tentando desvendar a nossa verdade? Mesmo que essa verdade seja dura, impiedosa e triste! Será permitido encontrar uma saída? E Anna Camila, nesse jogo de investigação, intriga em um cenário político corrupto, sujo e imoral que busca freneticamente justiça, ela sairá igual ou algo mudará quando as máscaras caírem?

Agora, esse final de história que só Angie Stanley sabe fazer! Foi sensacional, suspirei e embarquei na utopia final do livro e posso dizer que...sim, eu queria aquele sonho...seu sonho é o meu, também! Posso dizer que existe leitor antes e depois de conhecer a escrita de Angie Stanley, pois quem for pego pela escrita dela nunca mais será o mesmo.

Recomendo.


Ficou curiosa (o) para conhecer o enredo e os outros livros da autora? Converse com ela!

@angie.stanley.376

facebook Angie Stanley

Avalie também no Skoob é muito importante para o autor:

Skoob Angie Stanley


Informações gerais


Orgulho da Nação#SQN

Autora Angie Stanley

Edição do autor: independente

Pag.429 1ª edição - Ano: 2019

ISBN: 978-85-9136-084-0

Capa: Décio Gomes

Contra capa: Gisele G. Garcia

Gravuras do miolo: Shutterstock e DepositPhotos

Revisão: Angie Stanley

Produção editorial e diagramação: Angie Stanley

Gênero: Literatura brasileira / Romance policial / Drama

Fonte: Boa, com espaçamentos adequados.





Diga Sim a Literatura Brasileira!


É isso, beijos e tchau!



#AmoLiteraturaBrasileira #ResenhadeLivro #LivroOrgulhodaNação#SQN #RomancePolicial#Drama #Romance #FicçãoPolicial#AutoraAngieStanley #EuleioRomancePolicial #EuLeioRomance #Eu LeioDrama #EuLeioAngieStanley#AmoLer#ParaTodos#AmoLivros #Skoob#Leitora #IndicacaodeLeitura#EuLeioNacional#EuLeioSimeDai #VemComigo #FicaDica











  • All Souls Night
  • -
  • Loreena McKennitt
00:00 / 00:00

@2016. Todos os direitos reservados a euleiosimedai.com.br