• Cláudia

[Primeiras impressões do livro “A Princesa de Ônix – Os Sete Reinos de Olivarum – Livro I” - autora


Olá turminha boa de leitura, hoje vou apresenta-los as primeiras impressões do livro, “A Princesa de Ônix - Os Sete Reinos de Olivarum – Livro I” da autora Jadna Alana em parceria com a Editora Coerência. Recebi os três primeiros capítulos, então vem comigo...

E já vou avisando, se curti uma bela estória fantasia, acredito que vai se amarrar!

Vamos passear em um mundo onde a magia se faz presente como sendo a única expressão na vida de seus habitantes, mas não pense que esse é um mundo onde todos estão satisfeitos com a condução tomada pelos seus lideres, algo está para acontecer em... Olivarum.

Conheçam agora o Mundo de Olivarum!

Logo nas primeiras páginas somos apresentados ao Mundo de Olivarum, criado pela Trindade Iniciadora, que o dividiu em sete reinos e cada qual com seus dons mágicos hierárquicos distintos. Seremos apresentados aos reinos de Diamante, governado pela família Saints são anjos; Esmeralda, governado pela família Source, são fadas; Safira, governado pela família Green são sereias e saibam que, todas essas famílias pertencem a mais elevada ordem mágica; A Rubi é governada pela família Lewis, são vampiros; e a Jaspe é governado pela família Light são licantropos esses pertencem à classe intermediaria da magia; Já a Ônix é governada pela família Bells, são bruxos e a Pérola é governada pela família Wook, são feiticeiros e esses pertencem à classe baixa da magia

Existia uma lei a seguir e ela era incontestável. As ordens mágicas só podiam se unir em matrimônio com seus iguais. Jamais podiam se misturar com famílias que não pertencesse à mesma espécie ou salvo caso houvesse alguma aliança.

Eles viviam e sentiam a magia desconhecendo qualquer outra forma de viver.

Eles não conheciam a raça humana.

Podemos perceber que a sociedade mágica era separada por classes sociais, portanto lá também existia discriminação quanto aos poderes que cada família pertencia.

Ônix era um dos Reinos mais baixos e pobres do Mundo de Olivarum visto com certo descaso pelo imperador, mas apesar disso era um belo lugar para se viver.

Nesses primeiros capítulos conheceremos a vida de certa bruxinha de nome Amie Bells.

Princesa Amie pertencia à ordem de Ônix, era filha do Rei Maxwell Bells e da Rainha Deena.

Quando os jovens de cada reino completavam 18 anos eles eram apresentados oficialmente à sociedade para mostrar o que tinham aprendido na escola de magia durante toda a infância e esse era um momento de grande alegria para as famílias, então estava tudo preparado para o grande dia de Amie que estava completando 18 anos e uma grande festa foi planejada para essa ocasião e foram convidadas várias personalidades dos outros reinos, mas muitos não iriam, pois se sentiam superiores a eles.

Acontece que a princesa Amie não queria aquela exposição toda por receio de não conseguir executar a bruxaria que deveria realizar adequadamente naquele dia solene, pois naquele dia ela seria oficialmente uma adulta e, portanto uma bruxa. Naquele dia todos os olhares estarão voltados para ela. Amie era um pouco rebelde dona de uma beleza impar e uma personalidade forte ela não gostava de títulos e nem da forma que eram vistos pelos outros reinos. Ela acreditava que um dia eles seriam todos iguais sem distinção de classes e famílias. Esse era um desejo que nem sempre era realizado ou permitido.

Tudo perfeito para a apresentação de Amie. Ela se posicionou e ao pegar a varinha mágica não conseguia se concentrar e a maior vontade de Amie era sair dali, estar longe, em outro lugar talvez e nesse momento ela disse as palavras mágicas e tudo aconteceu...ela se teletransportou sem intenção para outro lugar, estranho talvez, mas onde estava?

Ela se viu só em sem saber que lugar era aquele, se era perto ou longe de seu Reino. E o que ela viu em seguida foi difícil de acreditar 4 jovens de Reinos opostos...juntos?

Eles eram membros de uma sociedade liderados pelo príncipe do Reino Diamante (Anjo), que não aceitavam as normas impostas pelas famílias. Essa sociedade buscava viver longe das regras da Trindade e eram denominados o “Clã do Pacto”, eram formados por 1 membro do Reino Perola (feiticeiro), 1 do Reino Rubi (vampiro), 1 do Reino Esmeralda (fada) e 1 do Reino Safira (sereia). Naquele momento Amie não havia encontrado o líder do Clã.

Sem ter como ficar longe desses seres que não tinham respeito pelas leis da Trindade ela assentiu e os acompanhou na esperança de poder voltar para casa, mas a partir daquele dia a vida da jovem bruxa não será a mesma e caminhos diferentes serão seguidos e uma nova sociedade estava surgindo e esse poderia ser o inicio da grande mudança no Reino de Olivarum.

Jovens idealistas e cansados de imposições estão surgindo!

Teria você coragem de ficar a margem de seus iguais e firmar uma nova aliança?

É o que veremos...

Agora vou falar:

Com uma escrita envolvente Jadna Alana me conduziu por caminhos que me deixaram com um ponto de interrogação ao terminar os 3 primeiros capítulos. Queria saborear melhor essa estória mágica que me apresentou que no decorrer da estória várias batalhas serão travadas.

Eu preciso acompanhar Amie e presenciar sua nova descoberta!

Essa foi apenas uma pequena amostra do que está por vir. Uma estória cativante com doses perfeitas de incertezas. Estou curiosa para saber mais sobre a condução da estória e saber os caminhos que Amie percorrerá.

Estou sentindo cheirinho de Sucesso no ar!

Espero que tenha aguçado sua curiosidade.

E vamos lá...

O livro está em pré-venda, então não perca a comodidade e os mimos que serão entregues para quem adquiri-lo na pré-venda.

Segue o link: https://ed-coerencia.lojaintegrada.com.br/a-princesa-de-onix

Vamos acompanhar a autora: https://www.facebook.com/jadna.alana.1

Diga sim a Literatura Nacional

É isso, beijos e tchau!


0 views
  • All Souls Night
  • -
  • Loreena McKennitt
00:00 / 00:00

@2016. Todos os direitos reservados a euleiosimedai.com.br